CIM promete rede Wi-Fi gratuita nos centros históricos da região

Em 2006, Amarante foi pioneira na instalação da sua rede Wi-Fi.

Em outubro de 2006, a cidade de Amarante inaugurou a primeira fase da sua Rede Wi-Fi, que, dois anos depois, cobria já todo o perímetro urbano.

“Os centros históricos das vilas e cidades da região do Tâmega e Sousa, bem como as zonas de maior afluxo de turistas e visitantes, vão passar a estar cobertos por rede gratuita de internet sem fios de elevada qualidade”, anunciou, em comunicado, a Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa (CIM-TS).

Segundo a CIM, a implementação desta solução, a que corresponde um investimento de cerca de 220 mil euros, vai permitir, por um lado, melhorar a experiência do turista na sua visita à região e, por outro, contribuir para uma gestão mais inteligente do destino turístico, ao disponibilizar um conjunto de ferramentas que permitem ajustar a oferta ao fluxo de turistas, acrescentando valor tanto para os turistas e visitantes, como para os agentes económicos, investidores, governança local e população em geral.

O projeto, designado de “Tâmega e Sousa Wi-fi”, é, de acordo com a CIM, mais um importante contributo para a consolidação da estratégia da CIM do Tâmega e Sousa para o setor do turismo, que engloba também outros projetos integrados com os seus municípios, e, consequentemente, para o trabalho que esta entidade tem vindo a desenvolver no sentido de tornar esta região cada vez mais atrativa e mais coesa económica, social e territorialmente.

O projeto “Tâmega e Sousa Wi-fi” resulta de uma candidatura, submetida pela CIM do Tâmega e Sousa ao Programa Valorizar, do Turismo de Portugal, I.P., no âmbito da linha de apoio à disponibilização de redes wi-fi.

Amarante foi, em 2006, pioneira na instalação de redes Wi-Fi

Considerada a primeira “Cidade Wireless” da Europa, Amarante foi pioneira quando, em 2006, inaugurou a 1ª fase da sua rede Wi-Fi, que, em 2008, cobria já todo o perímetro urbano da cidade.

A partir de 2009, também as sedes dos Municípios do Baixo Tâmega (para além de Amarante, Baião, Marco de Canaveses, Celorico de Basto e Mondim de Basto) tiveram cobertura Wi-Fi com acesso gratuito à Internet, no âmbito do projeto Tâmega Digital, desenvolvido pela Comunidade Urbana do Tâmega.

CONTINUAR A LER

Deixe um Comentário

Pode Também Gostar