UF de Amarante anuncia vencedores do Prémio Ilídio Sardoeira a 10 de junho

Pormenor da cerimónia entrega de prémios da I edição do Prémio Ilídio Sardoeira, I edição, com Joaquim Pinheiro e as vencedoras- Maria Freitas, à direita e Anabela Borges, à esquerda.

A União de Freguesias de Amarante (S. Gonçalo, Cepelos, Madalena e Gatão) vai anunciar os vencedores da II edição do Prémio de Literatura Infantojuvenil Ilídio Sardoeira a 10 de junho, depois de realizada a última reunião do Júri – presidido pelo escritor António Mota – que terá lugar na véspera, dia 9.

Em condições normais, sem os constrangimentos impostos pela pandemia do Covid-19, este anúncio teria sido feito, conforme era previsto, a 23 de abril, na abertura da Festa do Livro, evento iniciado pela UF de Amarante em 2013, mas que este ano não foi possível organizar.

Ao anúncio dos vencedores seguir-se-á a impressão das obras premiadas, devendo a sua apresentação pública, bem como a consagração dos respetivos autores, ter lugar no mês de setembro, na abertura do ano letivo 2020-2021.

“Estamos a desenvolver todos os esforços para realizarmos a cerimónia da entrega de prémios no início do próximo ano letivo, procurando que ela tenha lugar num estabelecimento de ensino, em simultâneo com a apresentação dos livros vencedores e com o anúncio da IIIª edição do Prémio. Queremos que este seja um momento de festa e de incentivo à leitura e à escrita, a única fonte inesgotável de saber”, considera Joaquim Pinheiro, Presidente da UF de Amarante.

Considerando que o Prémio Ilídio Sardoeira está a fazer “o seu caminho” no panorama cultural e escolar, Joaquim Pinheiro garante que tudo será feiro para que o evento continue a crescer, nomeadamente no escalão B, que diz diretamente respeito às escolas no concelho de concelho. E salienta, também, que cresceu para o dobro o número de concorrentes à segunda edição, tendo-se verificado “um aumento exponencial de concorrentes do Brasil”, disse.

Recorde-se, a propósito, que, tendo como género literário o Conto, o Prémio de Literatura Infantojuvenil Ilídio Sardoeira contempla dois escalões. O escalão A é aberto a autores maiores de 18 anos, sendo o escalão B dirigido a estudantes com idade entre os 15 e os 18 anos, que frequentem o ensino secundário em escolas do Município de Amarante.

Na sua I edição, as vencedoras do Prémio de Literatura Infantojuvenil Ilídio Sardoeira foram Anabela Borges (escalão A), com o conto “Os Dias Pequenos”; e Maria Freitas (escalão B) com “Mudança de Estação”.

CONTINUAR A LER

Deixe um Comentário

Pode Também Gostar