Termas de Amarante reabrem ao público

Quatro meses depois, as Termas de Amarante voltam a abrir portas com novas regras de utilização e novos horários.

As Termas de Amarante reabrem ao público a 20 de julho, quatro meses depois do encerramento devido à pandemia da Covid-19.

Com novas regras de funcionamento, e seguindo todas as diretrizes da Direção Geral da Saúde, as Termas de Amarante terão um novo horário de atendimento: das 08h00 às 20h00 de segunda-feira a sábado, encerrando à hora de almoço, entre as 13h e as 15h, para reforço dos protocolos de desinfeção.

Foram definidas medidas preventivas adicionais, nomeadamente na admissão dos termalistas, com uma triagem médica não presencial até 72 horas antes da consulta no estabelecimento termal; na suspensão de alguns tratamentos e outros serviços não essenciais e nos indicadores de frequência máxima de termalistas por tratamentos/áreas do edifício.

Foram ainda reforçados os procedimentos de higienização das instalações e equipamentos, protocolo de higiene necessários para os termalistas (pré e pós-tratamento) e as recomendações de conduta social.

Em face da pandemia da Covid-19, há novas regras para a utilização das Termas de Amarante.

O período entre consultas/tratamentos será mais espaçado e as marcações devem ser feitas previamente, de preferência por telefone (914371333) ou e-mail (termasdeamararante@cm-amarante.pt). Está interdita a entrada de acompanhantes, exceto de crianças e clientes com mobilidade reduzida.

As aulas de grupo Hidrofit são de acesso limitado e haverá um intervalo de uma hora entre cada aula. Para garantir o distanciamento físico, foram criados circuitos de circulação e barreiras.

Recorde-se que as Termas de Amarante abriram ao público em janeiro de 2019 com indicações terapêuticas para doenças do aparelho respiratório (rinites alérgicas, sinusites, laringites, asma brônquica e alérgica e DPOC), doenças reumáticas e músculo-esqueléticas (sequelas de traumatismos osteoarticulares, osteoartroses, reumatismos inflamatórios e abarticulares, entorses e sequelas de fraturas).

CONTINUAR A LER

Deixe um Comentário

Pode Também Gostar