Mercado de têxteis, calçado e marroquinaria no Parque do Ribeirinho

Desde 6 de junho que o Mercado Municipal de Amarante passa a acontecer também no Parque Ribeirinho, com produtos não alimentares, como os têxteis, calçado e marroquinaria. Paralelamente, e como tem vindo a acontecer desde 2 maio, no Mercado Municipal estarão disponíveis os produtos agroalimentares.

Seguindo as normas do terceiro plano de desconfinamento, e ciente de que este é um setor fundamental para a Economia e para Amarante, a autarquia tem vindo a trabalhar numa solução para tornar possível o regresso desta atividade económica que suporta a vida milhares de famílias em Portugal, garantindo que ninguém é excluído. 

Embora não seja possível, para já, voltar ao modelo tradicional, dadas as dificuldades em garantir a segurança de todos, quer dos vendedores quer de quem procura aqueles produtos, a autarquia acredita ter encontrado uma solução, mesmo que provisória, para que, aos poucos, seja possível retomar alguma normalidade. 

“Neste momento, continua a ser nossa prioridade garantir a segurança de todos, de forma a não serem postos em causa os bons resultados que temos alcançado”, refere André Costa Magalhães, vereador com o pelouro da Economia 

Este modelo deverá manter-se por dois meses, aos sábados e quartas-feiras, das 08h30 às 12h30, e enquanto se registar uma evolução positiva no combate à pandemia.

Para aceder ao Mercado Municipal e ao Parque do Ribeirinho, continua a ser necessário cumprir todas as normas de segurança em espaços públicos, nomeadamente o uso de máscara, a desinfeção das mãos e o respeito pelo distanciamento físico.  

CONTINUAR A LER

Deixe um Comentário

Pode Também Gostar