Cercimarante disponibiliza transporte para deficientes motores

Chama-se "O MEU BUS", o meio de transporte disponibilizado pela Cercimarante.

Chama-se “O MEU BUS” e vai transportar deficientes motores cuja mobilidade dependa de cadeiras de rodas, anunciou a Cercimarante na sua página no Facebook. Aquela instituição informa que lhe foi concedida licença pela Câmara de Amarante para operar até 31 de dezembro.

De acordo com o post publicado, “a partir de 12 de outubro, a Cercimarante, C.R.L. disponibiliza transporte de passageiros flexível (TPF) para pessoas com mobilidade reduzida (PMR) em cadeira de rodas”.

E explica-se: “Pensado para ser uma resposta complementar à oferta de transportes existente, O MEU BUS vem colmatar as necessidades de mobilidade destes cidadãos, que requerem de um serviço específico e de proximidade, contribuindo assim para o seu bem-estar, autonomia e qualidade de vida”.

“A prestação do serviço de TPF, pode ler-se, requereu de autorização da Câmara Municipal de Amarante, enquanto Autoridade de Transportes, sendo atribuída licença de operação deste serviço, no concelho de Amarante, até 31 de dezembro de 2020. Para utilização d’O MEU BUS, os passageiros deverão proceder à sua reserva, com 24 horas de antecedência, através do número verde gratuito 800 210 186″.

De acordo com a Cercimarante, o serviço tem uma taxa de ativação de 5,00€ e após a entrada do passageiro na viatura será cobrado o valor de 0,50€/quilómetro. Os cidadãos com deficiência e mobilidade reduzida em cadeira de rodas, detentores de Atestado Médico de Incapacidade Multiuso com um grau de incapacidade igual ou superior a 60 por cento, auferem da gratuitidade do serviço, ao abrigo da medida do Programa de Apoio à Redução Tarifária (PART) implementada pelo Município de Amarante.

Na eventualidade do cliente pretender que o serviço contemple a sua espera, este terá um custo extra de 2,3% do IAS em vigor (438,81€)/hora, o que corresponde a 10,00€/hora e não está abrangido pela medida do PART. O MEU BUS está disponível de segunda a sábado, exceto feriados, no seguinte horário: segunda a sexta-feira, das 9h-13h/14h-16h/18h-21h; Sábado: 9h-13h/14h-19h.

Medida havia sido apresentada em fevereiro

A implementação do designado TPF foi anunciada em fevereiro deste ano, por coincidência alguns dias após o Município de Amarante ter prometido viagens gratuitas para deficientes nos transportes públicos do concelho, bem como nos urbanos VIA.

Tal, porém, viria a revelar-se impraticável, no caso dos deficientes motores, pelo menos, já que, em ambos os casos, os veículos que asseguram as respetivas carreiras não estavam/estão adaptados ao transporte de cidadãos deficientes dependentes de cadeiras de rodas.

Em nota de imprensa, a Cercimarante dava, então, conta de que, brevemente, iria disponibilizar o “Transporte Público Flexível”. Um serviço que, segundo o presidente do Conselho de Administração daquela Cooperativa, Carlos Pereira, surgiria “no âmbito de algumas necessidades existentes na Comunidade, e de forma a rentabilizar alguns dos recursos da Cercimarante”.

Assim, escrevia-se então, qualquer cidadão amarantino com mobilidade reduzida poderá, nos horários em que as viaturas adaptadas da Cercimarante estejam disponíveis, contactar através de um número verde, o que lhe permitirá, de forma cómoda e gratuita, proceder ao pedido ou à reserva de um serviço de transporte.

Importa esclarecer que este é um serviço inovador na região, não interferindo com a oferta existente, pois o mesmo é destinado, unicamente, a pessoas com mobilidade reduzida”, sublinhava o presidente da Cercimarante.

CONTINUAR A LER

Deixe um Comentário

Pode Também Gostar